domingo, 11 de abril de 2010

sabedoria


Quando fazemos tudo para que nos amem e não conseguimos, resta-nos um último recurso: não fazer mais nada. Por isso, digo, quando não obtivermos o amor, o afeto ou a ternura que havíamos solicitado, melhor será desistirmos e procurar mais adiante os sentimentos que nos negaram. Não fazer esforços inúteis, pois o amor nasce, ou não, espontaneamente, mas nunca por força de imposição. Às vezes, é inútil esforçar-se demais, nada se consegue;outras vezes, nada damos e o amor se rende aos nossos pés. Os sentimentos são sempre uma surpresa. Nunca foram uma caridade mendigada, uma compaixão ou um favor concedido. Quase sempre amamos a quem nos ama mal, e desprezamos quem melhor nos quer. Assim, repito, quando tivermos feito tudo para conseguir um amor, e falhado, resta-nos um só caminho, o de mais nada fazer.
Clarice Lispector

10 comentários:

John disse...

Clarice Lispector: diva como sempre.

caa disse...

ela é muito foda /truefact

Lady Marinah disse...

Clarise diva² - lindo demais o texto!

Dayane Pereira disse...

amo os pensamentos da Clarice Lispector, vez ou outra tb os cito. Me identifico.

Samarav disse...

Clarice Lispector com certeza é uma das melhores para mim. esse texto como todos os outros eu amei.
"resta-nos um último recurso: não fazer mais nada" já passei por isso e sei o quanto é verdade, a única coisa a fazer é NADA, mas posso dizer que com a experiência aprendi que não fazer nada também é uma ação.

beijo

Miss Smarty Pants disse...

que liindo *.*

Thamyzinha Iwasaki disse...

perfeito, bem ao meu ver ela retratou bem o amor.
mais de uma forma amor verdadeiro não surge do nada, se vc buca algo que é possivel aconter, um amor bom para vc e para o outro lute, mais claro deve ser uma luta dos 2 e vera com o amor verdadeiro pode florecer e crescer.

otima portagem Clarice Lispector é demais^_^

Daniela disse...

Bom texto! Gostei do Blog.

Arthur D'mello disse...

belo texto,
o melhor remédio p quem não nos quer é o gelo.
http://www.sintoonize.com/

Patrícia Hollanda disse...

Acho q ninguém consegue amar se n se amar primeiro, e essa história de colocar todas as referencias na vida em uma outra pessoa é emocionalmente perigoso. cada um de nós tem q procurar ampliar os horizonestes, ocupando-se de atividades além do amor, e n se dedicar exclusivamente a uma pessoa pq amamos.

Postar um comentário